sábado, 24 de setembro de 2016

Homem que matou ex-namorada em Diamantina é preso em Portugal

Foi preso na cidade de Queluz, em Portugal, um mineiro de 36 anos que foi condenado pela Justiça brasileira a 20 anos de prisão por assassinar sua ex-namorada a facadas, em 2003, na cidade de Diamantina, na região Central do Estado. Ricardo Leonel Lima usava um nome falso para viver na cidade europeia com a esposa brasileira e uma filha, nascida no país.

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Com a palavra, o candidato.


Publicamos aqui no Passadiço Virtual na semana passada uma série de perguntas aos candidatos a prefeito de Diamantina (clique aqui). Estes questionamentos também foram feitos durante a eleição de 2012 e não obtivemos nenhuma resposta. Hoje tivemos uma boa surpresa, um dos candidatos se manifestou. Reproduzo o seu posicionamento abaixo e deixo o espaço aberto para que os demais. 


Prezados boa noite,

Meu nome é Vagson Rodrigo de Almeida, Porta Voz/Presidente da Rede Sustentabilidade, Advogado e candidato a Vice Prefeito com o Fernando Santos 51. A escolha da Rede pelo apoio ao Fernando decorreu de um balanço das ações e dos projetos políticos que cada candidato nos apresentou diretamente ou indiretamente. Cuidei de ler todas as perguntas elencadas acima e vejo que muitas delas a nossa proposta de programa de governo registrada no TRE/MG contempla e/ou responde. De fato alguns questionamentos tais como coleta seletiva, educação no trânsito dentre outros fatores estão relacionados à educação e cultura, que terá de ser trabalhado com a população. A questão da Unesco e do Título de Patrimônio da Humanidade é algo que deve ser melhor conhecido e respeitado e nesse ponto defendemos intercâmbios e protocolo de intenções com cidades Coirmãs no mesmo título, para alcançarmos um melhor modelo cultural e comportamental. A cidade precisa de todo tipo de infraestrutura e de uma injeção de ânimo no desenvolvimento econômico e acreditamos que esse caminho deve ser trilhado em parceria com a UFVJM e demais entidades que dispõem de recursos humanos qualificados, para criarmos estratégias e gerirmos nossos recursos de forma sustentável. Perdemos de fato a fábrica Antonina Duarte, mas será que é este tipo de indústria que é sustentável para nós? Fui pesquisador nessa área pelo CEFET-MG e percebo o porque não foi, talvez, possível sustentar a atividade industrial, devido fatores tais como matéria prima e influência da concorrência internacional como a China no mercado, podendo ter sido esses fatores predominantes para a falência da nossa fábrica local. Mas temos outras gigantescas potencialidades, temos matérias primas diversas, nos falta o arranjo, por isso nossa proposta do APL Mineral, para estudar a possibilidade de outras indústrias como a do vidro e da tecnologia, trabalhando um problema ambiental como o assoreamento. Propomos a criação do CODED - Conselho de Desenvolvimento de Diamantina, para que este exerça o papel de órgão propulsor e orientador das políticas de desenvolvimento, assim como esse blog exerce o seu papel para o qual foi criado. De certo que não sabemos tudo, mas sabemos que essa potência política que é nossa cidade pode ir muito além do que essa estagnação que vivemos. Nunca fomos candidatos, temos as nossas profissões, mas acreditamos que essa cidade é inúmeras vezes maior que essa pequinês realidade vivida há décadas. Gostamos de ousar, gostamos do diferente e se sairmos vitoriosos precisaremos muito da ajuda de todos vocês para colocarmos nossa centenária seresteira no tom poético que ela merece. A ideologia é uma coesão de pensamentos e a atitude é a força motriz para a engrenagem funcionar. Nossa força tem que ser conjunta e pedimos apoio em nossa caminhada. 

Um carinhoso abraço a todos.


Cervejaria Capistrana apresenta Duo Rock

Workshop de guitarra e bateria


quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Com a palavra, os atuais candidatos a prefeito de Diamantina

No dia 24 de setembro de 2012 o Passadiço Virtual publicou 50 perguntas aos candidatos a prefeito de Diamantina (clique aqui). Os questionamentos foram feitos pelos leitores do blog e organizados dentro de uma possível lógica. Infelizmente, na época não obtivemos nenhuma resposta dos candidatos e lendo-as novamente vemos que poucos foram os avanços da atual administração. 

Diante disso, lançamos novamente o desafio aos candidatos de 2016. Segue abaixo as mesmas perguntas feitas em 2012. O espaço está aberto para os senhores candidatos. Teremos o maior prazer em conhecer a posição de cada um deles sobre temas tão relevantes para a nossa cidade.

  1. Gostaria de saber o que o novo prefeito irá fazer com a antiga linha férrea que foi grande parte invadida de forma desordenada, tornando-se uma área de risco, pois foram construídos barracos sobre lixões, além de ser uma área escura e com frequencia de usuários de drogas e e muitos cães dos invasores que frequentemente atacam pessoas que fazem caminhada na linha. Tenho certeza absoluta que o diamantinense ficaria muito satisfeito com a construção de uma área de caminha neste local. Seria um investimento na saúde do diamantinense, jovens e idosos.
  2. Qual a opinião do candidato sobre a implantação do estacionamento rotativo no centro histórico da cidade?
  3. Que solução o senhor tem para o calçamento da cidade? Tem solução?
  4. Durante a greve o comércio de Diamantina sofreu com a ausência dos estudantes. Que tipo de relação candidato pretende manter com a universidade?
  5. Qual a proposta para melhorar o transporte público da cidade?
  6. Os senhores sabem o que representa para Diamantina fazer parte do restrito grupo que detém o título de Patrimônio da Humanidade, concedido pela UNESCO?
  7. Os senhores sabem quais foram os compromissos que Diamantina, com o aval do Governo Federal,  assumiu junto à UNESCO ao se candidatar a esse título?
  8. Os senhores sabem o teor do plano de desenvolvimento urbano e da legislação proposta, aprovados pelos vereadores para se candidatar a esse título?
  9. Os senhores sabem se as normas urbanas com as quais se comprometeram o legislativo e o executivo foram cumpridas?
  10. O que será a repercussão no âmbito mundial se a UNESCO retirar esse honroso título por descumprimento desses compromissos?
  11. Os senhores sabem que o ICOMOS (Conselho Internacional de Monumentos e Sitios) órgão assessor da UNESCO nos assuntos técnicos relacionados com o Patrimônio Mundial, diretamente ou por intermédio de sua representação no Brasil,  pode assessorar a Prefeitura nessas questões?
  12. Os senhores se comprometem a cumprir os compromissos assumidos com a UNESCO e com o País, com as correções pertinentes?
  13. Os senhores se comprometem a corrigir os atos adotados pelas administrações anteriores em conflito com os compromissos assumidos?
  14. Os senhores se comprometem a pedir uma Missão de Monitoramento da UNESCO, para avaliar o estado de conservação de Diamantina e sugerir correções? Em caso afirmativo, adotar as sugestões da Missão?
  15. O que o senhor pretende fazer com aquele lixão a céu aberto na entrada da cidade?
  16. Que providências serão tomadas para resolver o grande número de cães abandonados pela cidade?
  17. O que será feito para recuperar a Praça de Esporte?
  18. O que será feito para resolver o problema do esgoto que está poluindo nossos córregos e rios?
  19. Quando Diamantina terá um sinalização decente? Por que a existente não é respeitada?
  20. Para que servem as placas de “não estacione” da cidade?
  21. Qual a política de cultura para a cidade?
  22. O que será feito do Casarão Orlandi?
  23. Qual a posição do candidato em relação às atividades do garimpo?
  24. Por que nossas praças e jardins estão abandonados?
  25. O que será feito com o estádio de futebol em construção na entrada da cidade?
  26. Por que Diamantina não tem uma pista de caminhada?
  27. Por que importantes espaços de lazer e turismo estão abandonados, como por exemplo, o Cruzeiro da Serra e o Caminho dos Escravos?
  28. Como o senhor pretende melhorar a coleta de lixo na cidade?
  29. A coleta seletiva será implantada de maneira efetiva?
  30. O candidato teria coragem de propor o fechamento do centro histórico para carros?
  31. Por que algumas atrações turísticas da cidade ficam fechadas?
  32. Por que não há praças, quadras esportivas e outros equipamentos de lazer em bairros periféricos como a Palha e outros?
  33. Quando a Prefeitura de Diamantia terá um site na internet à altura de sua importância e que realmente traga informações importantes para o cidadão e os visitantes?
  34. Por que as calçadas e passeios das ruas da cidade não são cuidados? A prefeitura poderia fiscalizar essa parte.
  35. Por que a qualidade do asfalto utilizado para tapar os buracos das ruas é tão ruim?
  36. Qual a verdadeira situação econômica da Prefeitura? Tem dinheiro pra fazer alguma coisa?
  37. Qual será o critério a ser adotado na escolha das pessoas que ocuparão os cargos de confiança no seu governo? Competência técnica, apadrinhamento político, parentesco ou amizade?
  38. O senhor tem alguma proposta pra atrair novas empresas para a cidade?
  39. Qual a atual situação da estrada que liga Diamantina a São Gonçalo do Rio das Pedras? A estrada será feita?
  40. O que o senhor pretende fazer para incrementar o número de voos para Diamantina?
  41. Até quando o aeroporto será um “elefante branco”?
  42. O senhor pretende construir casas populares para as pessoas de baixa renda? Por que Diamantina não recebe recursos federais neste sentido?
  43. O que o candidato pretende fazer com as atuais condições do mercado novo, ao lado da rodoviária?
  44. O candidato tem alguma proposta concreta para resolver os problemas de saúde, educação e transporte dos distritos de Diamantina?
  45. Qual o modelo de Carnaval o senhor defende?
  46. O que o senhor acha da proposta de revitalização da linha férrea para fins de turismo?
  47. O candidato tem alguma proposta para disciplinar o trânsito irresponsável de motos pelas ruas da cidade?
  48. E o plano Diretor de Diamantina? Quando será realmente implantado e respeitado?
  49. O senhor tem algum plano para melhorar a situação da rodoviária de Diamantina?
  50. Qual a atual situação da fábrica da Estamparia? O senhor pretender fazer alguma coisa para ajudar a voltar funcionar?

Conheça os candidatos a prefeito e vereador de Diamantina





quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Personalidades mineiras recebem Medalha Juscelino Kubitschek

Fonte: Jornal O tempo (clique aqui)
A entrega da 21ª Medalha Presidente Juscelino Kubitschek ocorreu na manhã desta segunda-feira (12) em Diamantina, na região Central do Estado. Ao todo, 85 personalidades foram homenageadas e agraciadas com acondecoração.
Este ano, a história de luta pela democracia e o compromisso com o desenvolvimento do Brasil de Juscelino Kubitschek foram destacados pelo governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, que realizou as entregas.
Para Fernando Pimentel, a trajetória de JK na luta pela democracia se reflete no atual momento vivido no país.
A memória deixada por Juscelino Kubitschek também foi lembrada por Fernando Pimentel em seus feitos e obras. Brasília, Diamantina e a Pampulha, em Belo Horizonte, são, atualmente, reconhecidas como patrimônio cultural da humanidade, refletindo a qualidade estética e a força histórica que recobrem esses monumentos.
Pimentel reforçou, ainda, o empenho do governo “em recuperar a obra de Oscar Niemeyer em Minas Gerais, de modo a preservar e valorizar uma herança que nos foi deixada pelas ousadas iniciativas de JK” enquanto prefeito de Belo Horizonte, governador de Minas Gerais e presidente da república, sempre em parceria com o genial arquiteto de Brasília.
Entrega
A cerimônia foi aberta pelo prefeito de Diamantina, Paulo Célio de Almeida Hugo. Dividida em Grande Medalha e Medalha de Honra, a comenda agraciou personalidades de diversos setores como autoridades, lideranças políticas, desembargadores, professores, atletas, militares, dentre outros.
Medalha
Criada em 1995 e concedida pela primeira vez um ano depois, a Medalha JK é entregue sempre no dia 12 de setembro, data que marca o nascimento de Juscelino Kubitschek.
Neste ano, 86 personalidades e instituições foram homenageados – 21 com a Grande Medalha e 65 com a Medalha de Honra.
A honraria foi entregue pelo governador Fernando Pimentel, pelo presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Adalclever Lopes, e pelo prefeito de Diamantina, Paulo Célio de Almeida Hugo.
Veja a relação de agraciados:
Grande Medalha
Cosete Ramos Gebrim, doutora em Educação
Dom Darci José Nicioli, arcebispo de Diamantina
Douglas dos Santos Justino de Melo, atleta olímpico
Éder Francis Carbonera, atleta olímpico
Evandro Motta Marcondes Guerra, atleta olímpico
Francisco Kupidloswki, secretário de Estado de Administração Prisional
Gil Carvalho, arquiteto e urbanista
Herbert José Almeida Carneiro, presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais
Isaquias Queiroz dos Santos, atleta olímpico
Lafayette Luiz Doorgal de Andrada, deputado estadual
Luís Felipe Leite Quadros, presidente do Instituto JK de Estudos Políticos, Econômicos e Sociais
Maurício Luiz de Souza, atleta olímpico
Paulo Roberto Amador dos Santos, jornalista
Ricardo Lucarelli Santos de Souza, atleta olímpico
Sebastião Helvécio Ramos de Castro, presidente do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais
Sérgio Augusto Veloso Brasil, coronel QOR PM
Uilson Pedruzzi de Oliveira, atleta olímpico
Valma Leite da Cunha, promotora de Justiça
Wagner Wilson Ferreira, 2º vice-presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais
Wallace Reis da Silva, atleta olímpico
Willian Peixoto Arjona, atleta olímpico
 
Medalha de Honra

Aílton Antônio de Aguilar, capitão QOR PM
Alberto Diniz Júnior, desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais
Bernardo Abraão Lopes da Silva, presidente da Associação de Ex-alunos da Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais
Carlos Eduardo Fayal de Lyra, cirurgião dentista
Cássio Antônio dos Santos, major PM
Cíntia Horta Rezende e Souza, major médica PM
Claudio Landim, professor
Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas de Minas Gerais - Conead
Cristina de Moraes Pereira, 1º tenente PM
Deborah Cristina Ribeiro Neves, estudante
Dimas José Lopes, jornalista
Epaminondas Pires de Miranda, prefeito Municipal de Serro
Erlon de Souza e Silva, atleta olímpico
Evandro Lopes da Costa Teixeira, desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais
Fábio Henrique Machado Costa, médico
Felipe José Fonseca Attie, deputado estadual
Flávio José Fernandes Pires, presidente da Associação Comercial e Industrial de Diamantina
Frederico Antunes Coelho Perpétuo, capitão PM
Fundação Educacional Lucas Machado
Guarda Romana de Diamantina
Haendell Reis Pinheiro, capitão PM
Heloiza Saraiva de Abreu, procuradora do Estado de Minas Gerais
Helvécio Miranda Magalhães Júnior, secretário de Estado de Planejamento e Gestão
Ione Maria Pinheiro, deputada estadual
Jeferson Douglas Soares Estanislau, deputado estadual
João Batista Miguel, secretário de Estado Adjunto de Cultura
João Cruz Reis Filho, secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento
João Octacílio Silva Neto, chefe da Polícia Civil de Minas Gerais
João Ricardo Wanderley Dornelles, professor universitário
Joaquim Pedro das Neves, seresteiro
José de Souza Moreira, pastor
José Fernando Marreiros Sarabando, procurador de Justiça do Estado de Minas Gerais
José Manoel Filho, advogado
Leonardo Henrique de Oliveira, 1º tenente PM
Leonardo Morreale Diniz Portela, deputado estadual
Loja Maçônica União Diamantinense
Luiz Moreira Gomes Júnior, diretor Acadêmico da Faculdade de Direito de Contagem
Luiz Sávio de Souza Cruz, secretário de Estado de Saúde
Magid Figueiredo Ali, chefe de Gabinete da Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais - Cohab
Maicon de Andrade Siqueira, atleta olímpico
Marcelo Gonçalves de Paula, juiz de Direito
Márcio André de Souza, 3º sargento PM
Marco Antônio de Rezende Teixeira, secretário de Estado de Casa Civil e de Relações Institucionais
Maria Aparecida de Jesus, presidenta do Partido dos Trabalhadores em Minas Gerais
Maria Aparecida de Oliveira Grossi Andrade, desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais
Maria Cristina Kubitschek Cançado da Rocha Vianna Menezes, desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro
Miguel Ângelo Monteiro Andrade, subsecretário de Estado da Juventude da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania
Mônica Libânio Rocha Bretas, desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais
Murai Caetano de Oliveira, empresário
Murilo de Campos Valadares, secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas
Odair José da Cunha, secretário de Estado de Governo
Otílio Prado, assessor especial do Governador
Paola Antonini França Costa, modelo
Paulo César Vicente de Lima, promotor de Justiça
Paulo Roberto Lamac Júnior, deputado estadual
Petrônio Alves de Souza, chefe de Gabinete da Imprensa Oficial do Estado de Minas Gerais
Polyana Cristina Barbalho, capitão PM
Renato Luís Dresch, desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais
Sheldon Geraldo de Almeida, chefe da Assessoria Jurídica da Governadoria
Tereza Cristina Santiago Faria, assistente social
Thaís Karina Pereira, administradora
Tito Bruno Miranda Torres Duarte, deputado estadual
Wanderley Salgado de Paiva, desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais
Wellington Alves Pereira, major PM

sábado, 3 de setembro de 2016

Edição de setembro do "Livro Pra Que Te Quero" relembra Nonô

Livro Pra Que Te Quero

Relembrando Nonô
15 de Setembro de 2016 de 19 às 22h e 30 minutos no Mercado Velho
  • Escambo de Livros , Gibis, jogos de Xbox e Nintendo e Brinquedos em geral
  • Gibiteca
  • Artesanatos Diamantina Viva
  • Banco de Trocas
  • Oficina Criativa
  • Contação de histórias com Parísina Éris
  • Pintura artística Infantil com Mara
  • Exposição de Fotos - Participação especial da Casa de Juscelino
O participante receberá uma identificação adquirida na bilheteria do evento ( um passaporte no valor de R$ 10,00 – dez reais ) contribuindo assim para sua sustentabilidade.
Programação artístico Musical:
Show com Nino Aras e banda-Relembrando Nonô e o Clube da Esquina
Contação de histórias com Parísina Éris
Exposição memórias JK-Casa do Juscelino
De 20:30 às 21 h- Dança do Chicão-Tango e Axé
Gourmets:
  • Brigaderiè- doces e salgados finos
  • Butiquim da Quitanda-Chopp Ashby
  • Café A Baiuca- Cerveja artesanal
  • Casa Real-Hambúrgueres e sucos
  • Grupiara-Petiscos e porções
  • Sushi Barroco-Comida japonesa e Chinesa
  • Mr Pipoca
Espaço Cult:
  • Lucinha , Parísina, Lena e Mara -Artesanatos Diamantina Viva
  • Cerveja Capistrana-Kits para presente
  • Cultura Inglesa
Oficina Criativa:
  • Ludoteca
  • Cenasr
Patrocinadores:
  • Pousada Vila do Imperador
  • Pouso da Chica
  • Diamante Palace Hotel
  • Restaurante Fino Trato
  • Academia Splash
  • Imobiliária Seabra
Som e Iluminação: Pro Audio
Internet free : Fxnet
Equipe de Produção: Cláudia Pereira, Fernando Gripp, Raquel Galiciolli, Luiz Gustavo, Thayná Pereira, Mattheus Pereira, Suellen Vitória, Sarah Pires, Arlete Alves, Leo Marques e Adão Azevedo
Você é nosso convidado especial.
Juntos somos mais!

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Exposição Hospício: inconsciente da arte

XVII Seminário sobre a Economia Mineira tem atrações musicais imperdíveis e gratuitas



1º de setembro de 2016
Show em homenagem ao Fernando Brant
Toninho Horta - Cobra Coral - Affonsinho - Marina Machado
Quinta-feira às 21h
Local: Praça do Mercado Velho

2 de setembro de 2016

Concerto Orquestra Sinfônica de Minas Gerais
Sexta -feira às 21h
Local: Praça do Mercado Velho

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Projeto "Garimpar em Minas Negras Cantos de Diamante



No dia 29/08, segunda-feira, às 19h:30, o Museu do Diamante/Ibram receberá o projeto:

"Garimpar em Minas Negras Cantos de Diamante"

Compartilhamento de processo criativo e conversa sobre a preservação da memória dos vissungos pelas linguagens artísticas contemporâneas.

Obra selecionada pela Bolsa Funarte de Artistas e Produtores Negros.

Venha prestigiar!

Mais informações: http://elementoper.tumblr.com/?soc_src=mail&soc_trc=ma