sexta-feira, 9 de março de 2012

Os pitaqueiros de Diamantina

Autor: Leonardo Soeiro Pinheiro – publicado no Jornal Voz de Diamantina, nº 552 – março/2012

Perplexo com a inoperância, falta de ação e conivência da administração municipal com a situação crítica do Aeroporto JK, que coincidiram, em primeiro momento, no cancelamento dos dois voos regulares que Diamantina recebia semanalmente e, agora, diante de negociação do governo de Minas junto à Anac, pedindo mais tempo para atender a uma norma de 2009 e redução temporária provisória para apenas um voo semanal, até que o aeroporto cumpra as exigências de segurança relativas à brigada de incêndio, recebi mensagens por parte de funcionários da prefeitura que me impressionaram ainda mais.

Além de tentarem intimidar através de ameaças de processo, elas continham explicações falhas, vazias e confusas, que apenas reforçaram os fatos relatados. Em uma dessas mensagens, que acredito ser de caráter oficial, embora não assinada, mas enviada em arquivo pdf com timbre da prefeitura, reconhecem que há um cidadão residindo no prédio da brigada de incêndio do aeroporto; lá se encontra desde a administração anterior, ou seja, há mais de três anos; mas, por se tratar de um “humilde senhor” servidor público municipal (não alocado por esta gestão oficialmente em nenhuma função do aeroporto) lá poderá ficar, com conivência da prefeitura, até que a brigada de incêndio se torne realidade.

O que também chama a atenção é a “cartilha padrão” com que os argumentos são construídos. Primeiro, aponta-se o problema como provindo da administração anterior; segundo, procura-se eximir-se da responsabilidade, delegando-a a algum outro ente, no caso, o governo do estado; terceiro, tenta-se atribuir as críticas a perseguição política; quarto, alardeia-se o árduo trabalho que vem sendo realizado por esta administração; quinto, partese para a banalização das denúncias, do autor e dos meios de comunicação que as divulgam.

Outra mensagem recebida, que transcrevo ipsis litteris e em itálico logo abaixo, ataca de forma irônica e pejorativa minha pessoa, além de maldizer o jornal Voz de Diamantina e os moradores provenientes de outras localidades que, embora não nascidos no município, escolheram-no para viver e criar suas famílias, nele investem, fomentam a economia, geram empregos, pagam impostos e têm os mesmos direitos e deveres do diamantinense nato:

Segue a nota de esclarecimento da administração municipal relativa ao release crítico do Leonardo Pinheiro. Como de praxe, não se procura por informações objetivas de sérios processos que estão sendo conduzidos pela administração, mas opta-se pela  "crítica pitaqueira". Gostaram da nova palavra criada? Inspiração retirada dos grandes "pitacos" e pitaqueiros"  da cidade, somados, aos migrantes que procuram a nossa cidade para moradia e engrossam este balaio. Um brinde á "Vozinha", a mestra mãe dos pitacos... abs. Márcia

Infelizmente não pude identificar quem é essa “Márcia”, mas gostaria muito que ela se manifestasse, expusesse seu sobrenome e assumisse em público suas palavras. Digo a ela que, devido às características de Diamantina, os ditos “migrantes pitaqueiros”, são pessoas ligadas à universidade, de razoável formação intelectual, conscientes e críticas que, por amarem esta cidade, querem vê-la crescer e evoluir de verdade.

4 comentários:

  1. Pedroca do Tijuco9 de março de 2012 18:32

    Pessoal! Vamos pedi impeachment desse prefeito ladrão, padreco de meia tigela.

    ResponderExcluir
  2. Então é isso.
    A falencia exposta Política em nome da manifestação despudorada do velho assistencialismo que grassa por toda a parte. Sem exceções, desde a "alta' politicazinha mesquinha dos planaltos, até essa "coisa" feia e descabida que rola por todos rincões desse nosso Brasil, zil, zil!!!
    E pra piorar, essa onda de denuncismos anônimos e covardias não assumidas que obscurecem toda e qualquer atitude cidadã.
    Até onde vai o declive dessa ladeira?
    Até quando vamos permitir e aceitar trocar nossa Liberdade pela falsa segurança propagandeada aos trezentos cinquenta ventos pelos Donos do Poder?

    ResponderExcluir
  3. Caro Grilo.
    Infelizmente, por aqui o cidadão que expressa sua opinião é chamado de pitaqueiro. Lamentável.

    ResponderExcluir
  4. Minha gente, impeachment existe para ser exercido!

    ResponderExcluir